Bolo Proteico – sem Açúcar, sem Farinha e sem Leite Animal

Pra quem ainda não sabe, eu adoro testar e criar receitas. E já faz um tempo que testo bolinhos de caneca mas não consegui gostar de nenhum. =( Pelo menos os meus ficam sem sabor e secos.

Como eu sou uma formiga quando se trata de doce, não desisti e resolvi criar um para o pré-treino. Eu treino no final do dia e é a hora que a vontade de comer besteira mais aperta. Então, peguei os ingredientes de um preparo normal e substitui por outros mais saudáveis. E não é que deu certo!!

Eu fiquei tão satisfeita que distribui orgulhosamente meus cupcakes com as pessoas mais próximas. Há quem ache que eu guardo a receita a sete chaves. E pra provar que isso não é verdade, cata aí👇🏻😹


Ingredientes:
1 xícara de aveia
1 xícara de amêndoa 
3 ovos inteiros e 3 claras (às vezes uso mais)
1/2 xícara de leite de coco
1/4 de óleo de coco
1 xícara de tâmaras (uso para adoçar)
1 cs de fermento
Chocolate em pedaços (uso o chocolifit da @essential_nutrition)

Modo de preparo: Separe as claras, bata em neve e reserve. Em um processador coloque os demais ingredientes (menos o chocolate e o fermento). Bata até que forme uma massa homogênea (ela fica grossa mesmo, não se preocupe 😉). Com uma espátula misture a massa nas claras e em seguida acrescente o fermento e o chocolate em pedaços.
Verta em uma forma untada com óleo de coco e leve ao forno pré aquecido 180 graus por + ou – 30 a 40 minutos ou até dourar.
Fica sensacional! Eu gosto de comer quentinho. Então sempre aqueço 1 min no micro antes de comer e super acho que faz diferença.

Gostaram?

Se você fizer, conta pra gente o que achou.

Um super beijo!

Para ficar mais pertinho, pegar outras dicas  ou papear comigo, me siga nas redes sociais @eudenisecabral.

 

Tattoos Inspiradas em “A Bela e a Fera”

Moradora de uma pequena aldeia francesa, Bela (Emma Watson) tem o pai capturado pela Fera (Dan Stevens) e decide entregar sua vida ao estranho ser em troca da liberdade do progenitor. No castelo ela conhece objetos mágicos e descobre que a Fera é na verdade um príncipe que precisa de amor para voltar à forma humana.

O filme “A Bela e a Fera” foi o  favorito na infância de muita gente. Lembro como se fosse hoje que assisti pela primeira vez na escola, não lembro qual era a aula, mas com certeza marcou minha infância. Para a alegria geral da geração, o live-action ou ato real da trama foi lançado neste ano de 2017.

 

Pra quem ama  o clássico e quer levar a história na pele, separei algumas tatuagens que vão te fazer morrer de amor! Já estou louca para conferir o filme com pipoca nas telinhas do cinema.

 

Quando você assistir, conta aqui o que achou.

Para ficar mais pertinho, pegar outras dicas  ou papear comigo, me siga nas redes sociais @eudenisecabral.

Purê de Abóbora Japonesa (Low Carb)

ab1

Olá my babies!!

E vamos a mais uma receitinha delí por aqui.

Antes de passar a receita, vou explicar porque escolhi a abóbora e ainda mais, a japonesa. Mas quem não quiser saber é só rolar a página, ok? rs.

A Abóbora, chamada também de jerimum alguns estados, é uma  ótima opção de alimento pois além de possuir um índice glicêmico e calórico baixo, ainda é pobre em colesterol, sal, gordura saturada e é rica em água, vitaminas e fibras.

Com ampla variedade de vitaminas, como a  A, B6, C e E, colabora para uma boa nutrição da pele, cabelos, unhas e visão. Além disso, possui quantidade de magnésio, fósforo, ferro, folato, niacina, tiamina, luteína e betacaroteno, que é rico em propriedades antioxidantes.
Então chega de informação e vamos ao que interessa, anota ai:

Ingredientes:

300g de abóbora japonesa

1/2 cebola picada

Alho poró a gosto (eu gosto muito :))

1 cs de queijo (usei muçarela de búfala triturada)

Azeite ou óleo de coco (confesso que usava o azeite, mas depois de ler alguns artigos, prefiro o óleo de coco para fritura).

ab2

Modo de Preparo: Cozinhar a abobora em pedaços, amassar como purê e reservar. Dourar a cebola no óleo de coco em fogo baixo,  acrescentar abóbora previamente amassada e misturar. Adicionar os demais ingredientes, mexer por mais alguns minutos e pronto. Fácil não? Ah, eu não uso sal, se você quiser pode temperar a gosto com por exemplo, pimenta do reino e gengibre. Hummm! Só de escrever me deu vontade.

Antes que eu esqueça, usei a japonesa por ser muito indicada para pratos salgados, ser mais consistente e ter um sabor mais leve.

Beijos e até amanhã!

Para ficar mais pertinho, pegar outras dicas  ou papear comigo, me siga nas redes sociais @eudenisecabral.